Polícia

SSP-AM reforça policiamento na Compensa com ação ‘Pronta Resposta’

Foto: Carlos Soares/SSP-AM

Na noite desta segunda-feira (7), agentes da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) reforçaram o policiamento no bairro Compensa, zona oeste de Manaus. O patrulhamento ostensivo realizado pelas equipes policiais faz parte da ação “Pronta Resposta”, da SSP-AM.

O secretário de segurança, coronel Louismar Bonates, coordenou a ação e afirmou que este reforço policial é uma resposta aos que tentam cometer atos criminosos nesta região da cidade.

“Estamos aqui dando prosseguimento na operação ‘Pronta Resposta’, para que possamos dar um retorno imediato às denúncias que chegam no site da SSP, pelo 181 ou 190. Estamos aqui no beco Santa Maria, onde a partir de agora haverá uma intensificação de policiamento para garantir a tranquilidade da população”, disse.

Ações contra a criminalidade 

Desde a manhã do último domingo (6), a SSP-AM reforçou o policiamento nas ruas e vem realizando diversas ações para combater ataques criminosos na capital e no interior do estado. Durante essas ações, 31 pessoas já foram presas e mais de 40 barreiras policiais foram montadas em todas as zonas de Manaus para a realização de abordagens e vistorias em veículos.

Denúncias 

Com a ação “Pronta Resposta”, o secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, amplia a verificação de denúncias feitas pela população aos serviços do órgão pelo telefone 181 ou pelo site da SSP, no www.ssp.am.gov.br.

O disque-denúncia 181 funciona 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana, em todo o estado. As ligações são gratuitas e sigilosas.

Outra forma de repassar informações é por meio do site da SSP, no www.ssp.am.gov.br. No serviço de mensagem, o cidadão deve relatar o nome da rua, bairro e número do local onde ocorreu o crime. Se possível, fornecendo nome ou apelido de pessoas suspeitas de atividades criminosas. Pode ainda adicionar fotografias e vídeos na denúncia, que também é sigilosa.

Para acionamentos emergenciais da polícia, a população deve ligar para o 190.

Com informações da assessoria