SSP tem ano de reduções nos principais indicadores de criminalidade em Manaus

Foto: Divulgação

Levantamento da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) aponta que Manaus teve quedas recordes nos principais indicadores de criminalidade em 2020. Crimes contra o patrimônio e contra a vida tiveram reduções de até 28% na comparação com o ano de 2019, resultado das ações policiais integradas mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus.

“Esse resultado é fruto de um trabalho integrado das Polícias Militar e Civil, que estão diariamente nas ruas. Vários projetos foram lançados, como a Rocam Motos e a base Arpão, além da intensificação de policiamento, com apreensões de armas e drogas muito grande. Tudo isso refletiu na redução dos índices, beneficiando a população”, disse o secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates.

Dos crimes contra a vida, houve queda nos três indicadores que compõem os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Os registros de homicídios caíram 21,7% no ano passado, totalizando 657 casos contra 840 do ano anterior.

A queda é ainda mais significativa quando se compara com os números da última década. De 2011 a 2020, foi a única vez que houve menos de 700 registros para este crime na capital amazonense. Na série histórica, é a menor quantidade desde 2008.

O segundo indicador CVLI é o de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Em 2020, houve 33 ocorrências registradas para este crime, resultando numa queda de 15% ante os 39 registros do ano anterior. O quantitativo também foi o menor desde 2013, quando houve 32 casos.

Outro indicador de crime contra a vida, a lesão corporal seguida de morte teve uma queda de 28%. Foram 15 casos no ano passado, contra 21 de 2019.

Patrimônio 

O levantamento mostra uma queda nos registros de roubos (-18%) e furtos (-20%). No primeiro caso, houve queda acentuada nos roubos a estabelecimentos comerciais (-25%), roubos de veículos (-22%) e roubos em vias públicas (-19%), além de queda nos roubos a ônibus e a residências.

Nos indicadores de furtos, houve redução maior nos furtos a residências (-24%) e furtos a estabelecimentos comerciais (-17%).

Estupro – Em 2020, houve 690 registros de estupro na capital amazonense. O número é elevado, e as polícias trabalham para a redução neste indicador. Os dados do ano passado tiveram uma queda de 19,2% na comparação com os 855 do ano anterior.

Dados

Período: Janeiro a Dezembro

Homicídio

2019: 840

2020: 657

Latrocínio

2019: 39

2020: 33

Lesão corporal seguida de morte

2019: 21

2020: 15

Estupro

2019: 855

2020: 690

Roubo

2019: 42.102

2020: 34.458

Furto

2019: 40.454

2020: 32.285

Com informações da assessoria