Suframa identifica tendência de retomada produtiva do PIM em visita à Samsung

Foto: Divulgação

O reaquecimento de segmentos industriais da Zona Franca de Manaus (ZFM) no pós-pandemia, fato verificado também em outras regiões do País, pôde ser identificado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) em visita à planta fabril da Samsung no Polo Industrial de Manaus (PIM), realizada na segunda quinzena de agosto. A produção de televisores e smartphones, conforme dados da empresa, já superam o registrado nos primeiros seis meses de 2019, com perspectivas de saldo superior ao final do ano com o aumento da demanda do mercado consumidor brasileiro.

Esse cenário foi apresentado a dirigentes da Suframa pelo presidente da Samsung da Amazônia, Jeong Seung Moon, e equipe de gestão da empresa, que guiaram o superintendente Algacir Polsin e os demais técnicos da Autarquia pelas linhas de produção de televisores, smartphones, smartwatches, aparelhos de som e condicionadores de ar.

Além de aprofundar o conhecimento acerca da rotina produtiva da empresa, a equipe da Suframa também acompanhou uma apresentação institucional da Samsung, que está instalada na ZFM desde 1995 e conta com cerca de cinco mil funcionários, sendo uma das maiores empregadoras do PIM. Além da força industrial, a Samsung também contribui com instituições parceiras no fomento a atividades sociais, de pesquisa e educacionais.

Dentre os parceiros está a Fundação Mathias Machline, que recebeu investimentos para contribuir com a formação de cursos técnicos nas áreas de automação, qualidade, eletrônica, informática e mecatrônica. A iniciativa visa a ampliar ações de capacitação social alinhadas às necessidades da indústria nacional. “Temos orgulho do trabalho que exercemos e os resultados que alcançamos no coração da Amazônia, e isso muito se deve ao apoio da Suframa. Entendemos que se estamos bem, a sociedade que nos cerca também deve estar bem, por isso investimos em projetos de desenvolvimento socioeconômico”, disse o presidente Moon.

“É uma satisfação ver o retorno que os investimentos da Samsung na Zona Franca de Manaus dão à sociedade. Isso vai ao encontro da missão original do modelo ZFM, que é promover o desenvolvimento da região e diminuir as desigualdades locais”, disse Algacir Polsin, que acrescentou que os dados de produção apresentados pela empresa demonstram “que a retomada da economia é um fato e o Polo Industrial de Manaus muito tem a contribuir com o cenário econômico nacional, impulsionando a geração de emprego e renda não apenas na área de cobertura da Zona Franca de Manaus, mas também nas demais regiões do País”.

Com informações da assessoria