Polícia

Suposto traficante é preso com fuzil e outros armamentos, em Manaus

foto: Soldado Manoel Lucas/DCS-PMAM

Uma operação policial coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), nesta terça-feira (23), prendeu um suposto traficante com 12 armas de fogo, inclusive um fuzil, que seriam entregues a membros de uma facção do tráfico de drogas por trás dos homicídios registrados em Manaus. A apreensão do arsenal acontece no contexto do reforço policial na Comunidade São Pedro, na zona oeste da capital, onde criminosos fizeram vídeos em celular ostentando armas de fogo pelas ruas.

As imagens começaram a circular no fim da tarde do dia 17 de fevereiro. Desde então, o secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, determinou maior presença da Polícia Militar em áreas-alvo de denúncias e investigação para prender os criminosos. Na noite do dia 19, uma operação foi deflagrada e resultou na prisão de quatro suspeitos de tráfico, apreensão de seis armas de fogo e de mais de mil trouxinhas de entorpecentes. Naquela noite, além do Parque São Pedro, uma prisão ocorreu no bairro da Compensa, também na zona oeste.

O levantamento de informações sobre o grupo criminoso que estava no Parque São Pedro continuou, o que levou as equipes policiais ao nome de Marcelo Vidinha da Silva, de 37 anos, apontado como “subordinado” de um traficante denominado “Ling”. Após campana na tarde desta terça-feira, os policiais prenderam Marcelo carregando uma sacola plástica cheia de armas em um posto de combustíveis na entrada do bairro Manoa, na zona norte.

Ao ser abordado pelos policiais, ele revelou onde o restante do armamento estava escondido. Elas foram encontradas em um terreno baldio na avenida Arquiteto José Henriques, no bairro Monte das Oliveiras, na zona norte, dentro de uma mala preta. Ao todo, as equipes policiais tiraram das mãos dos criminosos 12 armas de fogo, sendo um fuzil AR 15, uma espingarda calibre 12, oito pistolas (9mm e calibres 765 e 45), dois revólveres (calibres 38 e 32), além de coletes balísticas e 38 munições.

Entre as armas, estão aquelas ostentadas pelos infratores no vídeo, feito no Parque São Pedro há uma semana, e que viralizou na internet. Os criminosos haviam retirado as armas da comunidade com o aumento das operações na área.

Marcelo foi flagranteado e vai responder pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. O caso será encaminhado ao Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), da Polícia Civil do Amazonas, e também para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que investiga a participação dos presos no assassinato de pessoas envolvidas com o crime, registrados em Manaus.

Com informações da assessoria