Susam amplia plantões de cirurgias de ortopedia, no Hospital Adriano Jorge

Com a ampliação dos plantões, o hospital terá um aumento semanal de 22,5% no número de cirurgias ortopédicas- foto: divulgação/FHAJ

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) ampliou para os sábados os plantões de cirurgias ortopédicas de alta complexidade, na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ). A medida, de acordo com o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, faz parte de um plano de ações que visa a redução das filas para esse tipo de procedimento na unidade, que é referência em ortopedia, no estado. O primeiro plantão ampliado ocorreu no último sábado (17).

Com a ampliação dos plantões, o hospital terá um aumento semanal de 22,5% no número de cirurgias ortopédicas. Os procedimentos incluem cirurgias em joelho, quadril, braço e ombro. “Essa é apenas uma das medidas que estamos adotando para reduzir a fila de cirurgias, permitindo que as pessoas que necessitam desse tipo de procedimento sejam atendidas em menor espaço de tempo”, ressaltou Deodato.

Os plantões aos sábados irão somar-se à programação semanal de cirurgias que já é realizada normalmente no hospital. Deodato destaca que os plantões terão papel fundamental no tratamento de pacientes da Fundação. “Com essa e outras ações, esta administração, que assumiu em outubro, quer chegar naquelas pessoas que estão esperando há muito tempo para fazer esse tipo de cirurgia”, destacou.

Pacientes

Os pacientes estão sendo chamados para as cirurgias seguindo critérios pré-determinados, como tempo de espera, gravidade do caso, faixa etária e exames atualizados. As equipes dos plantões contam com 21 profissionais, entre cirurgiões e toda a equipe técnica do Centro Cirúrgico da FHAJ, que inclui técnicos de enfermagem e de radiologia, enfermeiros e anestesistas.

O centro cirúrgico da Fundação, que dispõe de 7 salas de cirurgias, deverá ser totalmente ocupado durante os plantões. Coordenador do serviço de cirurgia de joelho na FHAJ, o ortopedista Marcos George de Souza Leão, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Joelho (SBCJ) e da Internacional Society of Arthroscopy, Knee Surgery and Orthopaedic Sports Medicine (ISAKOS), está comandando os trabalhos iniciais e explica que não haverá alteração na rotina semanal da unidade.

No primeiro dia de plantão extra, foram realizadas cinco cirurgias de joelho. Vindo do município de Manicoré, desde 2010 o paciente Francisco Moreira, de 31 anos, sofre com problemas no joelho. Ele foi um dos primeiros chamados para a cirurgia.

Execução do plano

Além do aumento da oferta de cirurgias, o plano de ação da Susam para reduzir a fila para esses procedimentos consiste, também, na aquisição de material próprio para ortopedia, as chamadas OPMEs (Órtese, Próteses e Materiais Especiais). O material vai para os prontos-socorros 28 de Agosto, João Lúcio Machado e Platão Araújo, além do Adriano Jorge. O objetivo da Susam é abastecer as unidades por um ano e assim evitar que as filas se agravem novamente.

A Susam também está mudando a forma de contratação do serviço de cirurgias ortopédicas. Ao invés de plantão, os contratos agora estão sendo feitos por quantidade de procedimentos realizados e os valores pagos por cada cirurgia definidos conforme o seu grau de complexidade. Nos contratos herdados de gestões passadas, o valor pago pela realização de uma cirurgia simples é igual ao de uma cirurgia complexa. Agora, não será mais assim. As cooperativas irão receber por produção e não por plantão.

Outro ponto do plano de ação da Susam é transformar o Instituto de Saúde da Criança do Amazonas (Icam) em unidade de referência no tratamento do Pé Torto Congênito. Com profissionais especialistas no assunto, a Secretaria espera realizar diagnósticos mais cedo, iniciar o tratamento com rapidez e reduzir a necessidade de cirurgias ortopédicas infantis.

Com informações da assessoria