Cidades Destaques

Susam implementa plano para diminuir tempo de espera por exames e consultas especializados

A apresentação se dá em cumprimento à Lei Complementar 141 de 2012 e à Resolução do Conselho Nacional de Saúde 469 do mesmo ano- foto: Bruno Zanardo
Redação
Postado por Redação

Com o objetivo de agilizar a marcação de exames e consultas especializados ofertados através do Sistema Único de Saúde (SUS) no Amazonas, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) implementou, na segunda quinzena de março, um plano estratégico de gerenciamento do Sistema de Regulação do Amazonas (Sisreg). A meta é chegar ao final do primeiro semestre com tempo de espera menor que30 dias para a realização desses procedimentos.

Com o plano ainda em andamento, a coordenadora do Complexo Regulador, Mara Kramer, divulgou essa semana uma parcial dos resultados alcançados até o momento, mostrando que dos 116 procedimentos especializados ofertados através do Sisreg, 58 estão com a fila zerada e 15 tiveram uma redução de mais de 50% no número de pessoas inscritas. “Nós ofertamos 116 procedimentos entre consultas e exames especializados e quase 50% deles estão com a fila zerada”, comemora a secretária de estado de saúde, Mercedes Gomes.

Os exames de colonoscopia, colposcopia, densitometria óssea, ecocardiograma infantil, tomografia computadorizada, retinografia fluorescente, retosigmoidoscopia, tomografia com sedação, cintilografia, anatomopatologia e citopatologia são alguns que estão com as filas zeradas.

Entre as consultas especializadas, estão com a fila zero as áreas de nefrologia pediátrica, pneumologia, mastologia, reumatologia e fisiatria.

As estatísticas também mostram redução de 50% na lista de pacientes inscritos para realizar consultas especializadas em diversas áreas, fazendo uma comparação entre os meses de janeiro e abril desse ano. Na área de neurologia pediátrica haviam 2.413 pacientes inscritos, hoje há 1.660, em neurologia adulto caiu de 3.152 para 943 e na cirurgia de cabeça e pescoço de 246 para 119.

Entre os exames, houve redução para realização de eletrocardiograma, saindo de 1.402 para 86, endoscopia digestiva de 5.358 para 164, mamografia de 4.777 para 854 e radiodiagnóstico de 19.770 para 4.222.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário