Brasil

Suspeito de superfaturar medicamentos do kit intubação é preso

Foto: Agência Minas

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) encontrou na casa de um homem de 33 anos, em na capital goiana, diversas caixas de medicamentos de alto custo, utilizados na sedação de pacientes graves, inclusive de Covid-19, que vinham sendo comercializados com valor superfaturado e em condições inadequadas.

O homem foi preso em flagrante pelos crimes de falsificação, corrupção e adulteração de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais. A casa dele fica no Setor Negrão de Lima. No local, foi apreendido um total de medicamentos equivalente a R$ 450 mil, conforme os valores aplicados no chamado mercado ilícito.

Esta é a segunda fase da Operação Nisi Facilis, que visa desarticular associações criminosas que estão se aproveitando do momento de fragilidade, não só do sistema de saúde, mas também de familiares de pacientes com Covid-19, para comercializar medicamentos com preços abusivos. Muitos deles, inclusive, estão em falta no mercado regular.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta