TCE- AM recebe certificado por boas práticas na gestão de resíduos sólidos

Foto: Divulgação

O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) foi agraciado, nesta quinta-feira (29), com um certificado do Instituto Lixo Zero Brasil por realizar o II Simpósio Internacional sobre Gestão Ambiental e Controle de Contas Públicas (Sigam), em outubro de 2019, como o 1º evento com gerenciamento dos resíduos sólidos no Amazonas.

Segundo dados do Instituto, durante o evento foi produzido um volume de 300 quilos de resíduos sólidos. Deste total, 90% foi reaproveitado e transformado em compostagem. Nesta quinta, 20 quilos de compostagem foi entregue ao TCE-AM e será destinado para adubo das plantas do Tribunal.

“É uma grande satisfação receber esse reconhecimento de um Instituto tão respeitado e credenciado em todo o Brasil. Estamos demonstrando cada vez mais nossa preocupação com o meio ambiente e com a sustentabilidade e agindo em diversas frentes para contribuir com a preservação da Amazônia, seja com discussões sobre o tema, seja com o plantio de árvores, seja com o reaproveitamento dos resíduos sólidos”, afirmou o conselheiro Mario de Mello ao ressaltar o trabalho realizado pelo coordenador de ações ambientais do TCE-AM, conselheiro Júlio Pinheiro, e da Diretoria de Controle Externo Ambiental (Dicamb) do Tribunal.

A certificação do Instituto Lixo Zero reforça a eficiência nos resultados do TCE-AM na área ambiental, especialmente de resíduos sólidos.

“É muito importante para o Instituto Lixo Zero mostrar que um órgão de controle como o TCE, além de fiscalizar as políticas públicas relacionadas ao meio ambiente, também serve de exemplo para a sociedade com atitudes que fazem a diferença”, ressaltou o embaixador do Instituto Lixo Zero no Amazonas, Daniel Santos.

Participaram da entrega do certificado a diretora de Controle Externo Ambiental do TCE-AM, Anete Ferreira, que destacou as práticas adotadas pelo TCE-AM referentes à coleta de resíduos e sua correta destinação, e técnicos da Corte de Contas.

“É muito relevante essa certificação por se tratar de um reconhecimento na nossa área, internamente nós estamos tentando continuar essa gestão dos resíduos e todas as nossas ações fazem parte da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) aderida no ano passado pelo TCE e que trabalha essa temática aqui dentro”, disse a diretora.

Pilhas e baterias

No âmbito das ações que contemplam a política de preservação do meio ambiente adotada pelo TCE-AM, em setembro deste ano a Diretoria de Controle Ambiental do Tribunal recolheu e destinou de forma correta cerca de 25 quilos de pilhas e baterias.

As informações são da assessoria