Tecido Antiviral: entenda como funciona o controverso e como cuidar

Foto: Reprodução/Facebook

ovos tempos, novas tecnologias. Diante do potencial de transmissão do novo coronavírus em superfícies, marcas de roupas ao redor do mundo se apressaram para criar os tecidos antivirais que prometem eliminar qualquer agente patógeno em contato com o pano em questão de minutos, protegendo o usuário.

No Brasil, marcas como a Oriba, Malwee, Insider e Lupo estão entre as primeiras que disponibilizaram produtos com a tecnologia. São duas formas de fabricar o produto antiviral: ou o tratamento é feito no tecido ou na peça pronta, com a inserção de um aditivo com nanopartículas de prata e veículo biológico. A outra opção é usar um aditivo com características similares no momento da fabricação do tecido.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta