Terceira fase da pesquisa de impacto da Covid-19 é lançado no Amazonas

foto: Michael Dantas/ SEC

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, lança, nesta quarta-feira (5), a terceira e última etapa da pesquisa de impacto da Covid-19 na produção cultural e criativa, no estado do Amazonas. O objetivo é obter dados que auxiliem em decisões mais eficientes no combate à crise do setor. O questionário pode ser acessado na homepage do Portal da Cultura (cultura.am.gov.br).

A terceira fase é destinada a empresas que lidam com ocupações criativas, não necessariamente ligadas à arte e cultura.

“Empresas de publicidade e mídia, arquitetura, gráficas, ou que trabalham com eventos diversos, segurança, empresas de turismo e até restaurantes podem participar desta terceira fase”, explica o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz. “Ao final da pesquisa, faremos uma análise dos dados para termos uma visão mais abrangente na tomada de decisões a fim de minimizar o impacto da pandemia no setor”, declara.

O estudo abrange três fases. A primeira fase foi destinada aos artistas e profissionais da cultura, abordando questões como atividade praticada, frequência destas atividades, estimativa da perda de renda por não poder trabalhar, os espaços onde se apresentavam, a categoria e linguagem artística, entre outros fatores. A segunda fase foi focada em equipamentos culturais e gestores de órgãos e instituições.

Nesta terceira fase, serão abordadas questões como faturamento da empresa em meio à pandemia da Covid-19, número de funcionários, demissões, quais medidas foram tomadas, se houve a realização de empréstimos, entre outras.

O assessor de Economia Criativa da Secretaria, economista e artista plástico Turenko Beça, que coordena a pesquisa, ressalta que o levantamento pode ajudar a esclarecer ainda mais o cenário de consequências da pandemia. “Sabendo mais detalhadamente sobre este cenário, podemos agir de forma mais eficiente. Convidamos a todas as empresas, que são o foco desta terceira fase para que acessem e respondam nossa pesquisa”.

Com informações assessoria