Tio prometeu tablet para sobrinha de 8 anos após cometer abuso sexual, no AM

foto: divulgação

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Presidente Figueiredo (distante 107 quilômetros em linha reta da capital), prendeu em flagrante, neste domingo (2), por volta de 20h30, um homem, 46 anos, acusado de estupro de vulnerável contra a própria sobrinha, uma menina de oito anos. O crime ocorreu no Ramal da Dona Neta, quilômetro 7, da Rodovia AM-240.

De acordo com o delegado Valdinei Silva, titular da DIP, a menina estava em uma festa, no endereço acima citado, quando por volta das 18h, a mãe da mesma pediu ao cunhado, que é mototaxista, que a levasse para casa. Ao saírem, ainda no ramal, o indivíduo começou a acariciar as partes íntimas da vítima.

Conforme a autoridade, ao chegar em casa, a menina contou ao pai que o tio havia lhe prometido um tablet de aniversário. O pai da vítima, achando estranha a conversa, perguntou o motivo pelo qual o homem lhe daria tal aparelho. Ela, então, contou que seu tio havia passado a mão, por cima da roupa, em suas partes íntimas duas vezes seguidas e que pediu para que ele parasse, mas ele nada respondeu. Ao chegarem no portão de casa, o indivíduo disse à sobrinha que mandaria alguém para entregar o presente.

O titular afirmou, ainda, que os pais da menina foram até a delegacia para realizar o Boletim de Ocorrência (BO). Ao chegarem lá, a mãe da vítima ligou para a irmã pedindo que o cunhado fosse até a DIP para resolver uma situação. Porém, ele mandou um recado pela esposa dizendo que só iria até a unidade policial se a polícia fosse até a sua casa.

Foi, então, que um investigador da Polícia Civil, juntamente com a mãe da vítima e com uma guarnição da Polícia Militar, deslocou-se até a residência do cunhado. Vizinhos disseram que o homem e a esposa tinham saído em um carro branco para ir à delegacia. Porém, o mesmo não foi até a unidade policial.

Ele foi encontrado pela equipe policial no final na avenida Padre Caleri. O homem foi preso em flagrante e encaminhado à unidade policial.

“No interrogatório, o indivíduo negou que cometeu tal ato e afirmou também que ficou surpreso quando soube da ligação que sua cunhada havia feito à esposa alegando a denúncia. Ele contou aos policiais que, durante o trajeto realizado com a criança, apenas a levou para a casa sem nada terem conversado e nenhum ato fora praticado”, detalhou o delegado.

Procedimentos

De acordo com o titular da unidade policial, o homem encontrasse preso na delegacia à disposição da Justiça. As investigações em torno do caso já iniciaram para esclarecer o fato.

Com informações da assessoria