‘Tirei a pele do rosto com a faca’, diz suspeito de matar diarista de 35 anos

Foto: Reprodução/Metrópoles

Brutal e com requintes de crueldade, os detalhes que cercam o assassinato da diarista Rúbia Alves Ferreira, 35 anos, chocaram os policiais civis da 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas), que apuram o caso. Presa preventivamente, a dupla de suspeitos confessou ter retalhado o rosto da vítima e removido a pele para dificultar a identificação do cadáver. Os criminosos, de 31 e 21 anos, revelaram como agiram para atrair a mulher até o local onde o crime foi consumado.

A motivação para o crime teria sido fútil. Segundo os suspeitos, o furto do aparelho celular de um deles, supostamente cometido pela diarista, provocou o crime bárbaro. Usuária de drogas, Rúbia teria vendido o telefone para comprar pedras de crack.

“Em virtude desse fato, ambos decidiram que matariam a vítima. Inclusive, a ideia inicial, de acordo com os presos, seria esquartejá-la, enterrando cada pedaço do corpo em diferentes buracos”, explicou o delegado-chefe da 27ª DP, Pablo Aguiar.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta