Amazônia Destaques

Trilha inédita na Amazônia será inaugurada nos próximos meses

O novo produto turístico está localizado na Comunidade de Nossa Senhora de Fátima, do Baixo Rio Solimões, mais conhecida como Ilha da Paciência, em Iranduba- foto: Amazonastur
Redação
Postado por Redação

O Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), cria a primeira Trilha Aquática da Amazônia. O novo produto turístico do Estado está localizado na Comunidade de Nossa Senhora de Fátima, na região do Baixo Rio Solimões, mais conhecida como Ilha da Paciência, no município de Iranduba.

Com aproximadamente um quilômetro de extensão, a Trilha Aquática da Miratinga, que é inédita na região amazônica, deve ser inaugurada nos próximos meses e será mais uma oportunidade de desenvolvimento para os moradores da comunidade, que vivem quase que exclusivamente da agricultura familiar e vislumbram a atividade turística comunitária.

A Amazonastur já atua na região desde 2015, quando começou a traçar uma espécie de raio-x das potencialidades da comunidade, que é composta de 85 famílias e aproximadamente 62 lagos de águas negras, barrentas e claras.

Apoio

A criação dessa trilha inédita contou com o apoio do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Prefeitura de Iranduba, por meio da Secretaria Executiva Municipal de Turismo e da Câmara dos Vereadores de Iranduba, através do Vereador Edson Nicácio.

Trilha da Miratinga

Totalmente sinalizada, trabalho feito pelos próprios comunitários, a Trilha Aquática está localizada entre dois lagos (Preto e Cacau) e tem uma extensão de um quilômetro. Nela, o turista poderá ver de perto a riqueza da fauna e flora de uma das regiões mais lindas e preservadas do Amazonas. “De pássaros a jacarés. Da vitória-régia a lagos com águas de cores diferentes. Tudo isso o visitante poderá vivenciar nessa trilha”, além do passeio fluvial, afirmou Orsine Junior.

A primeira parte da sinalização da Trilha Aquática da Miratinga foi finalizada no último mês. A segunda etapa deste trabalho vai continuar assim que o processo de cheia dos rios da Amazônia iniciar. “É um trabalho que não é fácil, mas que precisa ser feito de acordo com a subida e descida dos rios”, finalizou o professor Girão.

Trabalho

O trabalho desenvolvido pelo Órgão de Turismo começou em 2015 e já levou aos comunitários oficinas de Sensibilização e Planejamento Turístico, Pesca Esportiva, Planejamento de Sistema de Trilhas Terrestre e Aquáticas, Formatação de Roteiros Turísticos e Qualidade no Atendimento ao Turista.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário