Túnel que seria usado para fuga de mais de 100 presos é encontrado no CDPM

O sobrinho do traficante “Zé Roberto”, é um dos presos que estão alojados na cela do pavilhão 5, onde o túnel foi encontrado- foto: divulgação/Assessoria

Um túnel foi encontrado no final da tarde desta quarta-feira (7), no pavilhão 5 do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no km 8 da BR-174. A escavação foi descoberta durante uma vistoria dos servidores da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e agentes da Umanizzare Gestão Prisional durante o procedimento de tranca na unidade, após denúncia anônima.

O secretário de Estado de Administração Penitenciária, coronel da Polícia Militar, Cleitman Coelho, explica que os indícios de que os detentos do CDPM estavam planejando uma fuga foram intensificados desde o último final de semana de visitas.

“Recebemos denúncia anônima através do número 99297-3068, que é o nosso Whats Denúncia e também do 181, que é o Disk-Denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Com as informações, realizamos procedimentos mais rígidos e nessa tarde conseguimos identificar um túnel, ainda no início do processo de escavação, que seria utilizado para a fuga dos detentos”, disse Cleitman Coelho.

Cleitman Coelho ressalta que o sobrinho do traficante José Roberto Barbosa, vulgo “Zé Roberto”, Thiago Alemão, é um dos presos que estão alojados na cela do pavilhão 5, onde o túnel foi encontrado.

Quantidade

Atualmente, o CDPM possui 1.310 presos, sendo 130 destes alojados no pavilhão 5, onde o túnel foi encontrado. Cleitman Coelho ressalta que o plano dos presos era que todos os 130 do pavilhão e mais alguns detentos que estão custodiados em outras áreas utilizassem a escavação para fugirem da unidade.

“Estamos trabalhando com informações que nos indicam que uma grande parcela da população do CDPM estava sendo chamada e induzida a aderir à fuga através do túnel. A perspectiva é que seria realmente uma fuga em massa, que mais uma vez foi evitada graças às ações da Seap” explicou o secretário.