Única brasileira pesquisadora de Covid-19 na OMS diz que não haverá vacina em 1 ano

Foto: Reprodução
Manaus Alerta
Postado por Manaus Alerta

Um dia antes do Grupo Estratégico Internacional de Experts em Vacinas da Organização Mundial da Saúde (OMS) começar a avaliar os primeiros resultados dos 121 estudos em curso, a única brasileira que faz parte do comitê (e também a única representante da América do Sul) pausou a agenda e adiantou as mais recentes informações sobre a busca pelo imunobiológico.

Ela é categórica: em menos de 12 meses, não há expectativas de que a vacina contra o novo coronavírus, causador da Covid-19, fique pronta e disponível para uso em larga escala.

A infectologista Cristiana Toscano, professora do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás (UFG) e representante da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM), conversou com exclusividade com o Metrópoles no início da noite dessa quinta-feira (4). A especialista reafirma que toda a ciência está debruçada sobre a pesquisa para descobrir a fórmula, ou substância, que irá frear o novo coronavírus. Até lá, ela prega, o melhor caminho é o isolamento social.

Cristiana faz parte do grupo de cerca de 15 especialistas do México, Estados Unidos, Canadá, Europa e países da Ásia que irão ajudar a encontrar a principal demanda de saúde pública do século: a vacina contra o novo coronavírus. Atualmente, 10 estudos clínicos estão mais adiantados, entre eles, o do Reino Unido que terá testes no Brasil, começando por São Paulo.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta.