Unidade do Cetam completa 16 anos acumulando conquistas

foto: Erick Bitencourt

Amanhã (11) é dia de festa na Escola de Formação Profissional Enfermeira Sanitarista Francisca Saavedra. A unidade do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), do Governo do Amazonas, na capital, está completando 16 anos de existência, e o que não faltam são motivos para comemorar.

A Escola Saavedra é referência em Manaus e no interior quando o assunto é formação técnica, especialização técnica de nível médio e qualificação profissional na área de saúde. De novembro de 2004 para cá, mais de 17 mil alunos já foram formados, sendo 11.118 em qualificação profissional); 4.768 em cursos técnicos) e 1.441 em especialização técnica.

De acordo com o diretor-presidente do Cetam, professor doutor José Augusto de Melo Neto, os cursos técnicos e de qualificação profissional na área de saúde oferecidos pelo Governo do Amazonas têm se destacado na história do Cetam.

“Muito disso deve-se ao trabalho realizado pela equipe da Escola Saavedra, única no estado credenciada pela Rede de Escola Técnica do SUS (RET-SUS). Na pandemia do novo coronavírus, o valor dos nossos alunos foi, inclusive, demonstrado. Parabéns, Saavedra, pelos seus 16 anos.”

Durante esse período, a Escola Saavedra vem cumprindo à risca sua principal missão, que é promover a qualificação de profissionais na área de saúde. Anualmente, são ofertados no local cursos voltados à comunidade e também àqueles profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS).

Ainda em 2004, a unidade foi designada como Escola Técnica do SUS, compondo a RET-SUS. Essa rede visa fortalecer a formação de pessoal de nível médio que atua na área da saúde. Também auxilia na troca de conhecimentos por meio da articulação para oferta de cursos, debates coletivos e, consequentemente, na construção de conhecimento em educação profissional na área da saúde.

Vale ressaltar que, enquanto Escola Técnica do SUS, a Escola Saavedra executa ações técnicas na área da saúde, promovendo, em parceria com as secretarias de saúde, seminários, oficinas e eventos técnicos-científicos, visando o aperfeiçoamento dos processos de trabalho para aqueles que já estão atuando no SUS.

A técnica em hemoterapia Stalía Santos, 47, é prova de que uma vida pode ser transformada por meio do estudo. Durante 12 anos ela atuou no Distrito Industrial como técnica em eletrônica, até ser apresentada aos cursos do Saavedra e mudar radicalmente de área. Ingressou no Cetam no curso Técnico em Segurança do Trabalho, mas conheceu a Hemoterapia, decidiu abandonar o curso e fazer outro processo seletivo.

A partir daí não parou mais. Concluiu Hemoterapia, fez especialização em Imuno-hematologia pela Escola Saavedra, com estágio na Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHemoam). Hoje é acadêmica de Biomedicina e atua no Hospital e Pronto-socorro Delphina Aziz, onde põe em prática o que aprendeu na unidade do Cetam.

“Posso dizer que a Saavedra foi um leque de oportunidade na minha vida. Tudo começou lá. Após me formar em Biomedicina, farei doutorado em hematologia.”

Agentes indígenas

A Escola Saavedra também está presente nos sete Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dseis) do Estado. Em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), já formou 1.530 indígenas no curso de qualificação em Agentes Indígenas de Saúde e Saneamento.

“Essa formação contribuiu para a atuação de quem está na linha de frente da Atenção Básica dos povos indígenas. A Saavedra foi a primeira escola Técnica do SUS a ofertar esse tipo de curso com essa quantidade de alunos”, ressaltou o diretor da Saavedra, professor Salatiel Gomes.

Dentre os cursos técnicos ofertados por meio de processo seletivo destacam-se Enfermagem; Saúde Bucal; Radiologia; Hemoterapia; Prótese Dentária; Análises Clínicas; Agente Comunitário de Saúde; Nutrição e Dietética; Segurança do Trabalho; Imobilizações Ortopédicas; Cuidador de Idoso; Vigilância em Saúde; Reabilitações de Dependentes Químicos e Biodiagnóstico.

Destaque para as especializações técnicas em Enfermagem do Trabalho, UTI Neonatal, UTI Adulto, Instrumentação Cirúrgica, Centro de Material Esterilizado (CME), Urgência e Emergência, Saúde Pública, Enfermagem Oncológica, Obstetrícia e Neonatologia, Saúde do Idoso, Doenças Crônicas, Traumatologia, Hemodiálise, Radioterapia, Mamografia, Ressonância Magnética, dentre outras.

Com informações da assessoria