Unidades prisionais da BR-174 e UPP recebem fumacê para combate ao Aedes Aegypti

A ação segue até o dia 31 deste mês- foto: Antônio Assis/Seap

As Secretarias de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e de Saúde do Amazonas (Susam) dão início, nesta quinta-feira (25), ao trabalho de intensificação do fumacê para o combate do mosquito transmissor Aedes Aegypti nas unidades prisionais da BR-174 e na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). A ação segue até o dia 31 deste mês.

O mosquito em questão é o responsável pela transmissão da dengue, zika, chikungunya. Para agilizar o combate será utilizado o fumacê, que é o modo mais eficaz nessas áreas, por ser um veículo que lança um inseticida por meio da pulverização, atingindo os locais de maior concentração dos mosquitos.

Para o secretário de Estado de Administração Penitenciária, coronel da Polícia Militar Cleitman Coelho, a ação é necessária não só para a saúde dos detentos, como fundamental para servidores da Seap, prestadores de serviços das unidades prisionais, efetivo da Policia Militar das guaritas das muralhas, que estão diariamente exercendo seus respectivos trabalhos nas unidades prisionais, além dos visitantes que circulam pelos estabelecimentos prisionais em dias de entrega de materiais e visitas.

“A prevenção a essas doenças é essencial. O estado tem trabalhado no combate ao Aedes Aegypti e através da parceria Seap e Susam, podemos garantir ambientes mais seguros para evitar a transmissão e garantir o cuidado e atenção à saúde dos detentos, seus familiares e pessoas que atuam no sistema prisional”, disse o secretário.

Parceria

A ação do fumacê será promovida pela Coordenadoria de Saúde do Sistema Penitenciário do Amazonas (CSSPAM) da Seap em parceria com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS). De acordo com o levantamento mais recente da FVS, divulgado no final de 2017, foram notificados no Amazonas, 7.408 casos de dengue, 620 casos de zika vírus e 541 casos de chikungunya. As doenças transmitidas pelo mosquito apresentam redução importante em relação ao ano de 2016.

Cronograma

De acordo com o cronograma, as primeiras unidades prisionais a receberem o fumacê são a Penitenciária Feminina de Manaus (PFM) e o regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj Fechado). No dia 26, quem recebe a ação são as unidades do Compaj Semiaberto e o Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDPM II).

Na segunda-feira (29), a ação continua no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) e na Enfermaria de Psiquiátrica. No dia 30, o Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF) e Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) serão contemplados e a Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) receberá a ação no dia seguinte, dia 31 de janeiro, encerrando as atividades de combate ao Aedes Aegypti.

Com informações da assessoria