Universidade brasileira quer criar teste capaz de prever internação de pacientes com Covid-19

Foto: Divulgação

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) criaram um método para identificar pacientes com maior chance de desenvolver casos graves de Covid-19. De acordo com eles, com um exame de sangue, é possível analisar um conjunto de proteínas que fica no plasma sanguíneo e prever o desenvolvimento da doença.

O trabalho foi publicado em pré-print, ou seja, ainda não passou pela revisão da comunidade científica. O grupo encontrou as proteínas SAA1 e SAA2 em pacientes graves, e propõe que, assim que o resultado do exame RT-PCR for considerado positivo, seja feita a análise do plasma para procurar as proteínas. Se estiverem presentes, o paciente pode ser beneficiado por uma abordagem médica precoce.

A análise foi feita em 117 pacientes atendidos no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da USP. Os voluntários foram separados em grupo por idade, sexo e comorbidades. Os cientistas usaram um equipamento chamado MALDI-TOF, que é encontrado na maioria dos hospitais do Brasil.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta