Universitário acusado de série de estupros também maltratava animais

Foto: Reprodução/PCDF

Um universitário de 21 anos, preso nesta quinta-feira (27), acusado de cometer uma série de crimes sexuais contra adolescentes no Distrito Federal, já havia estado atrás das grades anteriormente, detido pelos mesmo policiais da 4ª Delegacia de Polícia (Guará). Em 19 de julho deste ano, Gabriel Alves dos Santos Bogdezevicius  foi levado por investigadores após divulgação de um vídeo no qual ele e um amigo colocam lança-perfume para um filhote de cachorro cheirar.

Na época, a ação, batizada de Belle 2, ocorreu em apoio ao projeto de proteção aos animais Plante Sementes. Gabriel era o tutor do animal e disse aos policiais que havia adotado o filhote duas semanas antes. Os policiais constataram que o cão estava com vermes, desidratado e não havia sido vacinado.

O cachorrinho  estava com o pelo coberto de cinzas de cigarro e ficava na varanda do apartamento, em local sujo de fezes. O universitário foi indiciado por maus-tratos e respondia ao processo em liberdade até ser preso novamente nesta quinta.

Leia a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Portal Manaus Alerta