Saúde

Vacinas com 50% do valor pago foram recusadas pelo Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O governo Jair Bolsonaro recusou vacinas da Pfizer oferecidas em 2020 à metade do preço pago por Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia, segundo informações do jornal Folha de S.Paulo.

Poderiam ter sido entregues a partir de dezembro do ano passado até 70 milhões de doses da Pfizer, por US$ 10 cada.

Em agosto de 2020, o então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, considerou a proposta da Pfizer “agressiva”, apontou entraves em cláusulas do contrato e disse ter considerado muito elevado o preço de US$ 10 por dose. Ainda assim, o valor foi acatado meses depois pela própria gestão de Pazuello.

EUA e Reino Unido pagaram cerca de US$ 20 pelas doses da Pfizer, o dobro do valor recusado pelo Brasil durante vários meses em 2020. Na União Europeia, as doses do laboratório norte-americano custaram US$ 18,60.

Confira a matéria completa no Metrópoles, parceiro do Manaus Alerta