Cidades

AM vai ter Conselho Estadual LGBT para fortalecer implementação de políticas públicas

O Conselho Estadual LGBT tem previsão de iniciar as atividades no segundo semestre deste ano- foto: divulgação/Sejusc
Redação
Postado por Redação

O combate à discriminação contra Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Transgêneros (LGBT) foi debatido pela Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Conselho Nacional de Combate à Discriminação de LGBT, outros órgãos ligados à temática e pela sociedade civil do Amazonas em dois dias de encontro, 24 e 25 de abril, em Manaus, no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques.

Além das pautas como enfrentamento à violência e ao preconceito, violação e respeito aos direitos e casos de desrespeito às pessoas LGBT, foi anunciada a criação do Conselho Estadual LGBT com previsão de iniciar as atividades no segundo semestre deste ano.

Para o presidente do Conselho Nacional que possui 30 membros de vários Estados, Zezinho Prado, o Amazonas vai ganhar muito com a instalação do órgão. “Nós não temos instrumentos legais no Brasil. O Conselho é uma ferramenta de inclusão e de fortalecimento de criação de políticas públicas. O órgão pode ajudar a sanar muitas questões para tentar diminuir os altos índices de criminalidade contra LGBT no país”, explica.

Casos de assassinatos

Um dos principais pontos abordados foi o de assassinatos de LGBT. Em 2016 o Amazonas registrou 29 casos sendo 26 em Manaus e quatro no município de Parintins. A secretária da Sejusc, Graça Prola, reforçou que, ainda em 2017, será criada, em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública (SSP/AM), a Delegacia Especializada em Crimes contra a Intolerância, Discriminação e Preconceito.

Com informações da assessoria

Comentários

comentários


Deixe um comentário