Vandalismo danifica mudas de árvores em crescimento na avenida Paulo Jacob

Algumas das mudas depredadas tiveram os caules quebrados à mão e outras foram cortadas com terçado ou faca- foto: divulgação/Semmas

O vandalismo ainda é o maior inimigo da arborização urbana. Mesmo tendo conseguido reduzir em mais de 50% o índice de perdas de mudas plantadas, a Prefeitura de Manaus enfrenta o problema, registrado pontualmente em determinados trechos da cidade, com ações de manutenção e reposição.

Um dos exemplos é o da avenida Paulo Jacob, que dá acesso ao conjunto Hileia, na Zona Centro-Oeste. Na última sexta-feira (25), técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) foram surpreendidos com a depredação de 14 mudas de espécies nativas, em crescimento, plantadas no canteiro central da via.

De um total de 120 mudas existentes na via, desde 2016, quando teve início o Projeto Arboriza Manaus, esta é a primeira vez que foi necessário fazer reposição em virtude da depredação.

“Por sorte, a grande maioria, segue se desenvolvendo bem, com as copas já em formação e a certeza de que teremos ali um corredor arbóreo significativo com espécies como o ipê, o pau-pretinho, a jutairana, munguba e jasmim-do-Caribe”, explica o diretor de Arborização da Semmas, Deyvson Braga. A equipe técnica do órgão foi ao local e está buscando imagens de circuitos internos de vídeo junto a estabelecimentos e moradores na tentativa de identificar os responsáveis.

Segundo Deyvison, algumas das mudas depredadas tiveram os caules quebrados à mão e outras foram cortadas com terçado ou faca, o que é possível observar pela angulação e as marcas deixadas pelos cortes nos caules. “A estimativa é de que algumas das mudas danificadas rebrotem. Por esta razão, serão mantidas e ficarão em observação nas próximas semanas para verificar a real necessidade de reposição, caso não rebrotem”, afirmou Deyvson.

Com informações da assessoria