Vereador critica posicionamento de Luciano Huck contra Zona Franca de Manaus

Foto: Divulgação

A fala do apresentador global, Luciano Huck contra a Zona Franca de Manaus (ZFM) foi repudiada na Câmara Municipal de Manaus (CMM), pelo vereador Amauri Colares (Republicano). Luciano criticou a ZFM durante entrevista concedida na noite de segunda-feira (3) e disse que, ao invés da produção de “tanque de motocicleta”, geladeira e telefone, o Polo Industrial de Manaus (PIM) produzisse tecido, perfume, cosmético, com insumos da floresta amazônica.

Em seu discurso na manhã desta terça-feira (4), Amauri perguntou se Huck sabe ao menos fazer uma bicicleta, a não ser só apresentar um programa. “Cidadão que não é daqui, não conhece nossa região, talvez nunca visitou o distrito industrial para saber a importância da ZFM. Ela não é só uma zona franca do Amazonas, ela é de todo o Brasil. Não podemos permitir que um “caboco” lá de São Paulo venha desfazer da nossa cidade, do nosso Estado, principalmente do nosso parque industrial”, repudiou o parlamentar.

Na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o Deputado Estadual Abdala Fraxe (Podemos), também demonstrou repúdio ao que disse Luciano Huck. “Qual o conhecimento técnico que Luciano Huck tem para emitir opinião, pareceres sobre a ZFM? Um ignorante daquele (no sentido de ignorar), que vai para uma entrevista dizer que a zona franca tem que parar de fabricar ‘tanque de moto’. A cadeia produtiva do nossa do polo de duas rodas da nossa cidade é a mais adensada de todas, 92% de uma mota é fabricada em Manaus. É brincadeira. O Amazonas não precisa substituir nem um meio de produção. Devemos agregar os outros”, enfatizou o Deputado.

(*) Com informações da Dircom/CMM