Vereador Gilvandro Mota: ‘Governo do AM devia arcar com a gratuidade do transporte público’

Em defesa dos usuários do transporte público de Manaus e da redução dos custos da máquina pública municipal para possibilitar investimentos, o vereador Coronel Gilvandro Mota chamou a atenção sobre o custeio da gratuidade do sistema, hoje arcado pela prefeitura.

“A gratuidade para idosos e diversos outros usuários é um direito, mas o Estado deveria arcar com esse custo. Assim a passagem custaria menos de R$ 3, um valor mais justo”, disse o vereador.

Gilvandro ainda criticou a divisão da arrecadação federal entre os municípios. “Apenas 17% da receita Federal é repassada para mais de 5 mil municípios, isso é injusto e sobrecarrega as prefeituras”, afirmou.

O vereador também ponderou sobre as críticas feitas a atual gestão municipal, lembrando dos investimentos feitos pelo prefeito Arthur Neto, além de defender o novo empréstimo pleiteado pelo executivo municipal.

Ele lembrou dos avanços na educação, a criação de creches e ainda o atendimento na rede de atenção básica de saúde, além das intensas obras pela cidade e estabilidade fiscal de Manaus.

Com informações da assessoria