Vice-presidente da República irá proferir palestra na Escola Superior da Magistratura do AM

Fotos: Romério Cunha – Ascom/

O vice-presidente da República, general de Exército Hamilton Mourão, virá a Manaus para proferir palestra na Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam), que será aberta ao público. A data e o tema ainda não foram divulgados. O convite foi feito na última segunda-feira (20), em Brasília, pelo diretor da escola, desembargador Flávio Pascarelli, durante reunião, da qual também participaram o advogado José Roberto Machado Farias, da Advocacia-Geral da União (AGU), e do coordenador-geral de Cursos da Esmam, juiz de Direito Flávio Henrique Albuquerque de Freitas.

De acordo com os representantes da Esmam, na ocasião, o vice-presidente também será homenageado com a Medalha do Mérito Acadêmico, concedida pela escola a autoridades, personalidades e profissionais que, de alguma forma, contribuíram para o engrandecimento da Justiça do Amazonas. No caso do vice-presidente, a homenagem será em função de sua afinidade com a Corte de Justiça amazonense – seu avô, o desembargador Antônio Hamilton Mourão, presidiu o Tribunal de Justiça do Amazonas em três ocasiões: 1931 a 1932, 1935 a 1936 e no ano de 1941.

O vice-presidente da República serviu como comandante da 2ª Brigada de Infantaria de Selva, no município amazonense de São Gabriel da Cachoeira – localizado na fronteira com a Colômbia e Venezuela, extremo Noroeste do Brasil, região conhecida como “Cabeça do Cachorro”, por seu território ter forma semelhante à cabeça desse animal.

Conforme o portal do Governo Federal, além dos cursos de formação/aperfeiçoamento, de altos estudos militares da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército Brasileiro e do curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército, Mourão também cumpriu Missão de Paz em Angola, foi adido militar na Embaixada do Brasil na Venezuela e comandou o 27° Grupo de Artilharia de Campanha em Ijuí (RS). Após deixar a ativa, em fevereiro de 2018, filiou-se ao PRTB, iniciando sua carreira política.

“O vice-presidente agradeceu a indicação do seu nome nesta homenagem da nossa Esmam, cuja Medalha do Mérito Acadêmico também será recebida pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, e estamos honrados por tê-los conosco nesta caminhada pelo engrandecimento da Justiça no Estado do Amazonas”, comentou o desembargador Flávio Pascarelli, ainda em Brasília.

Procurador-Geral da República

O procurador-geral da República, Augusto Aras, também aceitou o convite do desembargador Flávio Pascarelli para vir a Manaus neste primeiro semestre do ano. Assim como o vice-presidente, Aras será agraciado com a Medalha Mérito Acadêmico da Esmam. A data do evento ainda será divulgada. Ele tomou posse como chefe da Procuradoria-Geral da República no final do ano passado, substituindo Raquel Dodge, indicada por Michel Temer, presidente da República à época, e que estava no comando do Ministério Público Federal desde o ano de 2017.

Segundo o site da Agência Brasil, Augusto Aras ingressou no Ministério Público Federal (MPF) em 1987. Ele é doutor em Direito Constitucional pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e atuou como professor da Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) e da Universidade de Brasília (UnB) – nesta, lecionando sobre Direito Comercial e Eleitoral.

Foi procurador regional eleitoral na Bahia, de 1991 a 1993; representante do MPF no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), entre 2008 e 2010; além de corregedor auxiliar do MPF.

*Com informações da assessoria