(Foto: Reprodução)

O coordenador da Escola Estadual Vasco Vasques, localizada no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus, proibiu uma aluna de assistir uma aula porque ela estava acompanhada da filha de colo, na noite de quinta-feira (7). A ação do gestor foi filmada por colegas da turma que compartilharam o vídeo nos grupos de Whatsapp e logo viralizou, causando revolta e debate.

Nas imagens, a estudante que ainda não foi identificada, aparece sentada na cadeira e ao dela está a filha. Assim que tomou conhecimento do caso, o coordenador foi até a moça e pediu para ela se retirar da sala de aula.

Inconformada com a decisão, a estudante questiona o coordenador e sem entender a postura, ela insiste em ficar na sala. Nesse momento, o gestor altera o tom de voz e volta a pedir a saída dela e, que se fosse ignorado, o professor não iria ministrar aula.

No vídeo ainda é possível ouvir a revolta dos colegas de classe que ainda tentaram impedir a ação do gestor, mas decidido o representante permanece no local até que a jovem saia.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc), que em nota informou, que a jovem não poderia ter sido impedida de assistir as aulas, e ressalta que a atitude não condiz com a boa prática pedagógica estimulada pela secretaria para evitar a evasão dos estudantes.

Veja a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado de Educação e Desporto informa que tomou conhecimento do ocorrido e acionou a equipe pedagógica para tomar as devidas providências. Não existe determinação para que seja negado o acesso à educação a qualquer estudante da rede pública estadual, seja ela mãe ou não. A atitude não condiz com a boa prática pedagógica estimulada pela secretaria para evitar a evasão dos estudantes. A Seduc ressalta, ainda, que junto à gestão da escola está apurando o ocorrido para buscar uma solução com o intuito de garantir a presença da aluna em sala de aula.

Veja também o vídeo:

Por Equipe do Portal Manaus Alerta