Vídeo: Três integrantes de grupo que clonava e vendia veículos roubados em Manaus são presos

Foto: Divulgação

Ao longo das manhãs de quarta-feira (26) e quinta-feira (27), as equipes policiais da Delegacia Especializada em Roubos e Furto de Veículos (DERFV) prenderam, em cumprimento a mandados de prisões preventivas, Clauber Ferreira Magalhães, conhecido como ‘Japonês’, 29, Ilma Souza de Almeida, 28, e Jerson Rodrigues dos Santos, 36, o ‘Jelson’, ambos são investigados por integrarem um grupo criminoso que clonava e revendia carros roubados. A ação policial ocorreu em pontos distintos da capital.

De acordo com o titular da DERFV, delegado Cícero Túlio, as investigações realizadas para apurar o caso indicam que Ilma era a responsável por receptar e revender os automóveis em municípios do interior do Estado, a mando de Jerson, que era o articulador do esquema. Enquanto Clauber adulterava os sinais identificadores desses carros.
“Além desse trio, o irmão de Ilma, identificado como Adão Neto, está sendo procurado pela nossa equipe, tendo em vista que o mesmo também participava da venda desses veículos roubados. Já conseguimos recuperar dois carros, entretanto, durante as diligências, nós descobrimos que o grupo já vendeu, pelo menos, 10 veículos”, afirmou o delegado Cícero.

O titular da Especializada destacou, ainda, que Ilma e Jerson registraram união estável em cartório, cuja validade está sendo investigada, com o objetivo de que ele fosse transferido a outra unidade prisional, para que o infrator pudesse operar o esquema criminoso com maior facilidade e segurança, na época que o mesmo estava preso.

“Além de receber e revender os veículos provenientes dos roubos cometidos por outros infratores, as diligências acerca do caso apontam, também, que Ilma se apresentava como falsa advogada, e cobrava dinheiro a outros criminosos para, supostamente, influenciar em decisões judiciais. Vale destacar que essa ocorrência também está sendo investigada pela nossa equipe e por outras delegacias especializadas”, disse o titular da DERFV.

O delegado explicou que as diligências seguem em andamento, a fim de localizar e prender Adão, bem como recuperar mais veículos comercializados pelo bando. O mandado judicial em nome do grupo foi expedido na última segunda-feira (24), pela juíza Careen Aguiar, da Central de Inquéritos.

O “Jelson”

A autoridade policial destacou que Jerson Rodrigues é apontado como integrante de uma facção criminosa e possui diversas passagens pela polícia. O homem já havia sido preso em julho do ano passado, durante a Operação “Guilhotina”, deflagrada pela DERFV, em que foi desarticulado um grupo criminoso, no qual presidiários orientavam os demais membros do bando, a roubarem e clonarem veículos.

Segundo Túlio, antes disso, em fevereiro de 2019, “Jelson” já havia sido preso pelas equipes da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), pelo envolvimento no homicídio do advogado Armando de Oliveira Freitas, que tinha 79 anos, ocorrido em maio de 2018.

Procedimentos

O trio foi indiciado por associação criminosa, receptação e adulteração de sinal identificador de veículos. Após os trâmites na Especializada, os três serão encaminhados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverão ficar à disposição da Justiça.

Disque-denúncia

Quem tiver informações acerca do paradeiro de Adão, pode entrar em contato com as equipes policiais, por meio do número (92) 99962-2442, o disque-denúncia da DERFV, além do 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). O sigilo da identidade dos informante será assegurado.

As informações são da assessoria