Violência doméstica: comerciante de 37 anos crava faca na cabeça da esposa por motivo fútil

Foto: Ilustração

Um comerciante, de 37 anos, foi preso em flagrante suspeito de violência doméstica e tentativa de homicídio qualificada por feminicídio e motivo fútil, . De acordo com a polícia, o acusado esfaqueou a própria esposa na cabeça. Após agressão, o suspeito tentou fugir, mas foi detido pela Guarda Civil Municipal (GCM). A vítima foi socorrida ainda com a faca cravada no couro cabeludo.

Segundo informações do site JBR, de acordo com a Polícia Civil, uma equipe de guardas municipais realizavam um patrulhamento em Praia Grande, no litoral de São Paulo, quando avistaram dois homens e uma mulher parados próximo a um carro.

Em seguida, os agentes perceberam que a mulher estava assustada e iniciaram uma abordagem. Nesse momento, um dos homens fugiu do local, ao perceber a aproximação da equipe. A mulher, uma comerciante de 35 anos, estava com uma faca cravada na cabeça. O homem que estava com a vítima era o irmão da comerciante. Já o fugitivo era o marido dela.

Ainda de acordo com o site JBR, o suspeito, quando viu que seria abordado pela GCM, entrou no carro e fugiu por aproximadamente dois quilômetros, até ser capturado pela corporação.

Na sequência, a GCM acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para que a mulher fosse atendida. Ela foi encaminhada ao Pronto-Socorro do Hospital Irmã Dulce. Em depoimento, a vítima relatou que foi agredida pelo marido durante uma discussão.

Conforme o site JBR, ela explicou ainda que o homem havia agredido ela após ela pedir para que ele parasse de ingerir bebidas alcoólicas. Antes da facada, ela contou que recebeu um soco no rosto. O irmão da vítima tentou intervir, mas a mulher foi novamente agredida pelo marido, dessa vez com uma facada.

O acusado relatou que havia consumido bebidas alcoólicas e que estava alterado. Ele foi preso em flagrante e encaminhado até a Delegacia Sede de Praia Grande. A mulher foi socorrida, medicada e já recebeu alta hospitalar. O caso está sendo investigado.