Violência física, sexual ou psicológica atinge mais da metade das crianças em todo o mundo

Foto: Vatican News

De acordo com o relatório publicado em 18 de junho pela OMS, UNICEF, UNESCO, Representante Especial do Secretário das Nações Unidas para a Violência contra as Crianças e a parceria “End Violence”, a cada ano metade das crianças em todo o mundo, cerca de 1 bilhão, são vítimas de violência física, sexual ou psicológica, sofrendo lesões, incapacidade e morte, porque os países não adotaram as estratégias estabelecidas para protegê-las.

“Nunca há desculpa para a violência contra crianças”, afirmou Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS. “Dispomos de comprovados instrumentos para preveni-la e pedimos a todos os Estados para implementá-las. Proteger a saúde e o bem-estar das crianças é crucial para proteger a saúde e o bem-estar coletivos, agora e no futuro. ”

O “Global Status Report on Preventing Violence Against Children 2020” é o primeiro do gênero e traça um panorama dos progressos em 155 países no âmbito do INSPIRE*, um conjunto de 7 estratégias para prevenir e responder à violência contra crianças. O relatório destaca uma clara necessidade para todos os países de ampliarem os esforços para implementar essas estratégias.

Embora quase todos os países (88%) possuam leis fundamentais para proteger as crianças contra a violência, em menos da metade (47%) estas foram fortalecidas.

Leia a matéria completa no Vatican News