Weintraub torna-se persona non grata em Brasília

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom

Por unanimidade, a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), aprovou nesta quinta-feira (13), o título de ‘persona non grata’ ao ex-ministro da Educação Abraham Weintraub. O título em questão significa “pessoa não querida”.

De autoria do deputado distrital Chico Vigilante (PT), o documento cita “notória incompetência na condução das políticas educacionais” e “completa falta de educação e de respeito à democracia e às instituições”. O deputado relata ainda que Weintraub teria se referido ao DF e habitantes como “porcaria e cancro de corrupção e privilégio”.

O ex-ministro também foi alvo de críticas também por parte do governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB).

Gestão no Governo Bolsonaro

Weintraub anunciou a saída, em 18 de junho, em um vídeo ao lado do presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, disse que deixaria o posto para assumir como representante do Brasil na diretoria do Banco Mundial, onde foi aprovado no mês seguinte.

O ex-ministro chegou a dizer que, quando saísse do governo, deixaria o país o “mais rápido possível”. Dois dias após anunciar a exoneração, ele foi para Miami, nos Estados Unidos.

Portal Manaus Alerta