WhatsApp vai obrigar usuários a compartilhar dados automaticamente com o Facebook

Foto: Divulgação

Usuários do WhatsApp começaram a receber notificações de uma atualização nos termos de privacidade da plataforma de mensagens. Agora, qualquer pessoa que usa o aplicativo deve consentir com o compartilhamento de seus dados com o Facebook, empresa que é dona do WhatsApp. A mudança é obrigatória e não é possível optar por não compartilhar os dados pessoais.

De acordo com informações da Exame, a partir do dia 8 de fevereiro de 2021, os novos termos do aplicativo de mensagens tornam obrigatório o compartilhamento de informações como número de telefone, dados de transações, endereço IP, dados de dispositivo, dados sobre as interações com outros contatos (pessoas ou empresas), entre outros.

Até os grupos que o usuário ingressou ou seus status (em estilo de stories) podem ser coletados e compartilhados com o Facebook. As informações podem ser compartilhadas também com outras empresas do Facebook.

Para o WhatsApp, a coleta de dados serve para “melhorar, personalizar, apoiar e comercializar” suas funções, de acordo com nota publicada em seu site. “Precisamos de certas informações para fornecer nossos serviços”, disse a empresa em nota.

Quando o Facebook adquiriu o WhatsApp em meados de 2014, uma das principais preocupações era o compartilhamento de dados realizados entre ambos aplicativos. Na época, o app de mensagens foi sucinto: isso não aconteceria.

Em uma publicação feita no blog oficial do WhatsApp logo após a aquisição realizada por 19 bilhões de dólares, a companhia afirmou que “o respeito pela privacidade dos usuários estava em seu DNA”.

“Se a parceria com o Facebook significasse que teríamos de mudar nossos valores, ela não teria acontecido. Em vez disso, vamos formar uma parceria que nos permite continuar a operar independentemente e autonomamente. Nossos valores e crenças fundamentais não vão mudar, assim como nossos princípios”, dizia o app seis anos atrás.

Em 2016 aconteceu a primeira mudança no compartilhamento de dados, mas, até então, os usuários podiam optar por não compartilharem suas informações pessoais de forma cruzada. Agora, com as mudanças recentes, observadas por desenvolvedores americanos, o compartilhamento não será mais facultativo.