William Alemão diz que se inspira em ex-prefeito de Colatina para trabalhos na Câmara

Foto: Divulgação/Assessoria

Acostumado a grandes desafios, o vereador de primeiro mandato William Alemão (Cidadania) escolheu o ex-prefeito Sergio Meneguelli (MDB), da cidade de Colatina, no interior do Espírito Santo, como referência para o trabalho que começou a desenvolver na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Na última quarta-feira (10), os dois conversaram por mais de uma hora sobre assuntos como a pandemia do novo coronavírus, a ética e a transparência na aplicação dos recursos públicos, entre outros.

A live foi transmitida pelas redes sociais do parlamentar, poucas horas depois de Alemão ter sido eleito pelos demais vereadores para presidir a Comissão de Turismo, Indústria, Comércio, Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (COMTICDETRE), assim como, a vice-presidência da 9ª Comissão de Cultura e Patrimônio Histórico (COMCPH).

Nesse início de mandato, William Alemão destaca que tem adotado uma metodologia de trabalho moderna, transparente e itinerante, com o objetivo de dar respostas e soluções rápidas às demandas da população manauara e, nesse sentido, tem buscado inspiração em pessoas como Sergio Meneguelli. “Ele é um exemplo de compromisso, transparência e humildade, e foi considerado um dos melhores prefeitos do Brasil. Como político, eu espero falar e agir com propriedade e respeito, a exemplo dele.”, disse o vereador.

Natural de São Gabriel de Palha, no noroeste do Espírito Santo, Sergio Meneguelli, de 64 anos, foi o titular da Prefeitura Municipal de Colatina (ES), no período de 2016 a 2020. Antes, porém, já havia sido vereador no município por 12 anos consecutivos.

Em todos esses anos, recebeu prêmios e Recalls (reconhecimento) como vereador destaque, entre todos os parlamentares daquela localidade capixaba.

Entre as medidas de impacto está a “Lei de Passe livre ao idoso para o transporte público”, proposta por ele, e a lei que permite a entrada de cães adestrados, acompanhando deficientes visuais em estabelecimentos públicos e comercias.

Como presidente da Câmara de Colatina, chegou a economizar R$ 2 milhões do orçamento, nos dois anos que presidiu o órgão. O dinheiro foi empregado em cultura, saneamento, educação, entre outros. “Se fôssemos comparar com Manaus, esse valor chegaria a R$ 53 milhões, proporcionalmente”, observou William Alemão.

Pandemia

Ao comentar sobre a pandemia da Covid-19, durante a live, Meneguelli frisou que, apesar da necessidade de se obter maiores explicações sobre a doença, todos devem seguir as orientações dos órgãos de saúde, para evitar maior proliferação e mortes no Brasil. “Temos que virar a página, lutar pela vacina, fazer sacrifício agora, para, no futuro, termos esperança. Eu acredito na vacina, porque é a única esperança. Aqui em Colatina perdemos mais de 200 pessoas, perdi mais de 30 amigos, isso machuca”, disse.

O ex-prefeito também criticou o impasse entre governos (federal e estaduais), sobre as medidas que têm sido (ou não) tomadas para o enfrentamento da pandemia. “Analisando a pandemia, é uma questão de inteligência. Temos que nos colocar no lugar do próximo, enxergar o sofrimento das famílias que perderam seus entes. É burrice ficar nessa de direita e esquerda, não podemos dar espaço para ideologias. Pensar nas pessoas que estão desempregadas. Precisamos ser voluntários, é uma questão de consciência ser solidário. Na coisa pública, não se pode maquiar, o prefeito é empregado do povo; o político precisa parar de se sentir uma classe privilegiada. Política é a arte de servir, e não ser servido”, ponderou.

William Alemão defendeu que as pessoas fiquem em casa, mas também defendeu o retorno gradual das pequenas e médias empresas. “Temos situações que começam a fugir do controle. A Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), por exemplo, disse esta semana que irá demitir 10 mil pessoas, e isso poderá virar uma bola de neve”, ressaltou o vereador.

Com informações da assessoria