(Foto: Diego Peres/SECOM)

O governador Wilson Lima recebeu, na sexta-feira (18), na sede do Governo do Estado, na Compensa II, zona oeste da capital, o prefeito de Itacoatiara, Antônio Peixoto, e vereadores do município para tratar da implantação do polo agroindustrial do município, que fica a 264 km de Manaus.

“Nós queremos que a AM-010 seja um corredor econômico e de desenvolvimento. Então, estamos abertos a toda e qualquer ideia e proposta nesse sentido. Agora, o que precisamos fazer é discutir, avaliar a viabilidade e verificar de que forma isso pode ser feito”, afirmou o governador.

Na reunião, o prefeito Antônio Peixoto apresentou ao governador a proposta de construção do polo agroindustrial em uma área de 1.250 km quadrados. “Apresentamos a indicação da área onde o município de Itacoatiara oferece como sugestão para ser desapropriada e implantar o Distrito Agroindustrial Itacoatiara Oeste, que assim será chamado, e que o governador determine que o grupo de trabalho discuta o projeto”, disse o prefeito.

O governador Wilson Lima determinou ao secretário da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jorio Veiga, que encaminhe as discussões para avaliar a viabilidade do projeto. O assunto já foi tema de audiência pública na Câmara Municipal de Itacoatiara e também na Assembleia Legislativa do Amazonas, proposta pelo deputado estadual Álvaro Campelo, porque a região está na área que recebe benefícios da Suframa.

“Já tivemos um encontro com a Suframa também, o coronel Menezes nos recebeu lá na Suframa. Um grande entusiasta, apoio total e incondicional. E agora nós chegamos aqui ao governador Wilson Lima para fazer esse apelo também, que o governo dê o apoio necessário. A ideia é que aquela área que pertence ao Banco do Brasil seja desapropriada e, aí, nós possamos ter a instalação desse polo agroindustrial dentro do município de Itacoatiara”, afirmou o deputado estadual.

Também participaram da reunião representantes do Banco do Brasil e o diretor-presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Juliano Valente.

“É uma discussão que precisa envolver a Secretaria de Meio Ambiente (Sema), o Ipaam, a sociedade civil organizada, os produtores de Itacoatiara, todos os interessados. É fundamental desenvolvermos economicamente a área de influência da AM-010 e para isso as decisões precisam ser acertadas. Se for para melhorar as condições de quem vive ou produz, o Governo está disposto a contribuir com o que for necessário”, concluiu o governador.

(*) Com informações da assessoria