Wilson Lima entrega mais de 400 equipamentos especiais a pacientes com deficiência

Foto: Diego Peres / Secom

O governador Wilson Lima entregou, nesta segunda-feira (09), 430 equipamentos para pessoas com deficiência atendidas pelo Centro Especializado em Reabilitação III (CER III), da Policlínica Codajás, no bairro Cachoeirinha, zona sul de Manaus.

Foram entregues Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPME), como cadeiras de rodas e muletas canadenses, a 30 pacientes que fazem acompanhamento na unidade da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), onde são oferecidos atendimentos com equipe multidisciplinar.

“Não há outra maneira de você conhecer a realidade das pessoas a não ser ir olhar no olho e entender o que acontece lá na ponta. Hoje nós estamos fazendo aqui a entrega de órteses, próteses, cadeiras de rodas e outros equipamentos. São 430 itens que vão melhorar a vida daquelas pessoas que têm algum tipo de limitação física. Isso nos traz uma realização enquanto gestor público, enquanto cidadão, de que nós estamos fazendo a diferença na vida das pessoas que mais precisam”, afirmou o governador.

Durante a solenidade, ele também anunciou a reforma das instalações do CER III e a revitalização da Policlínica Codajás, previstas para 2021.

“Nós temos um programa chamado ‘Saúde Amazonas’, que trabalha todos os aspectos do atendimento na área de saúde, com a reforma de algumas unidades, com a ampliação de algumas estruturas, com a contratação de pessoal e com a entrega de materiais. Todas essas ações vão ajudar a melhorar a qualidade do atendimento”, frisou Wilson Lima.

Inclusão

Entre as OPMEs entregues, estão 100 cadeiras de rodas, 116 cadeiras de banho, 130 bengalas articuladas para deficiência visual e 60 muletas canadenses. Os materiais foram adquiridos com recursos do Ministério da Saúde (MS). Para evitar aglomerações, a entrega está acontecendo desde o dia 05 de novembro.

“A Policlínica Codajás é referência para pessoas com necessidades especiais. Aqui nós temos um centro de reabilitação e estamos entregando mais de 400 itens, uma quantidade superior ao que já foi entregue nos últimos quatro anos, então é um esforço do Governo do Estado, através do programa ‘Saúde Amazonas’, que está resgatando o débito com a população nesse momento”, destacou o secretário de Saúde, Marcellus Campêlo.

De acordo com o diretor da policlínica, Rainer Figueiredo, os equipamentos vão permitir a inclusão social dos pacientes, que terão mais mobilidade e qualidade de vida.

“A inclusão desses pacientes de volta na sociedade acontece através da entrega desses materiais, e é isso que a gente preconiza, essa entrega de materiais para que esses pacientes consigam ter a sua atividade de vida diária de forma bem plena”, disse.

Investimentos

Nesta segunda-feira, o governador também entregou ao CER III uma van adaptada para facilitar o transporte dos pacientes, além de dois aparelhos de eletrocardiograma e dois desfibriladores para a Policlínica Codajás.

“Essa van vai ser importante para fazer a locomoção daqueles pacientes que têm maior necessidade, maior dificuldade de chegar até a unidade de saúde. E eu já determinei ao secretário de Saúde que faça o levantamento de quantas outras vans serão necessárias para garantir o atendimento a todas essas pessoas”, ressaltou Wilson Lima.

Acesso ao serviço

O Centro Especializado em Reabilitação é um serviço oferecido pelo Governo do Amazonas a pacientes – adultos e crianças – com deficiência física, auditiva e visual.

Para ter acesso aos equipamentos, é necessário realizar inscrição nos locais que oferecem o serviço: o CER II, na Policlínica Antônio Aleixo (rua Getúlio Vargas, s/n, Colônia Antônio Aleixo), que oferece reabilitação física e intelectual; e o CER III, na Policlínica Codajás (av. Codajás, nº 26, Cachoeirinha), que oferece reabilitação física, auditiva e visual.

No momento da inscrição, é preciso apresentar os seguintes documentos (original e cópia): carteira de identidade, registro de nascimento (se for menor de idade), cartão do SUS, CPF, comprovante de residência, encaminhamento médico com diagnóstico e n° do CID.

As informações são da assessoria